R$169,90

Leve 3 e pague 2!

Você pode aproveitar esta promoção em qualquer produto da loja.

Descrição

LIVRO EM PRÉ-VENDA. AS POSTAGENS SERÃO FEITAS A PARTIR DE 29 DE AGOSTO, DATA DE NASCIMENTO DE MICHAEL JACKSON, E SE ESTENDERÃO POR 15 DIAS A PARTIR DESTA DATA, RESPEITANDO A ORDEM EM QUE CADA UM COMPROU.

AS PRIMEIRAS 999 CÓPIAS DO LIVRO SERÃO NUMERADAS COM CERTIFICADO.

Publicado pela primeira vez em fevereiro de 1988 — cinco meses após o lançamento do álbum Bad —, e nomeado em alusão ao inconfundível passo de dança, Moonwalk foi a primeira e única vez que Michael Jackson contou sua história em suas próprias palavras, refletindo sobre sua vida, seu modo de pensar e de sentir em relação às coisas.

Das origens humildes em Gary, Indiana, ao sucesso sem precedentes obtido como artista responsável por Thriller (1982), o disco mais vendido da história da indústria fonográfica, Michael fala abertamente sobre tudo, revelando a inspiração por trás de sucessos como “Beat It”, “Billie Jean”, “Human Nature” e “We Are the World” e sobre como desenvolveu seu estilo de dança, elogiado por nomes como Fred Astaire e Gene Kelly.

Jackson também versa sobre amizades e parcerias com alguns dos principais nomes da música e das artes do século XX — Paul McCartney, Quincy Jones, Diana Ross, Marlon Brando e Katherine Hepburn, entre outros — além de refletir sobre o lado ruim da fama, comentando os rumores muitas vezes bizarros e injustos que cercaram sua excepcional carreira. 

Recheado de fotografias raras dos álbuns de família e dos arquivos pessoais de Michael, MOONWALK é uma viagem memorável ao coração e à alma deste ícone, que nos deixou em 2009. Com acabamento luxuoso, o livro chega ao mercado brasileiro em 29 de agosto, dia em que Jackson completaria 64 anos, e já pode ser garantido em pré-venda no site da editora, com frete grátis para todo o Brasil.

-

“Eu sempre quis ser capaz de contar histórias; histórias que viessem de minha alma. Gostaria de me sentar ao pé de uma lareira e contar histórias às pessoas; mostrar-lhes imagens, fazer com que chorassem e rissem, levá-las a qualquer lugar emocionalmente com algo de uma simplicidade tão enganosa como as palavras. Gostaria de contar histórias que comovessem suas almas e as transformassem. Sempre quis ser capaz de fazer isso. Imaginem como os grandes escritores devem se sentir, sabendo que possuem esse poder. Às vezes sinto que poderia fazer isso. É algo que gostaria de desenvolver. De certa forma, escrever canções utiliza as mesmas capacidades, cria os altos e baixos emocionais, mas a história é um esboço. É como o mercúrio. Existem poucos livros sobre a arte de contar histórias; como agarrar o leitor, como manter unido um grupo de pessoas e diverti-las. Sem figurino, sem maquiagem, sem nada; só você, sua voz e sua capacidade poderosa de transportá-las para qualquer lugar, de transformar suas vidas, ainda que por apenas alguns minutos”. — MJ